Jeanne Dielman, 23, quai du Commerce, 1080 Bruxelles

VERSÃO RESTAURADA

FESTIVAL DE CANNES
Quinzena dos Realizadores

"Um filme monumental"
Los Angeles Times

"Obra-prima modernista que mudou o cinema"
BBC

"Retrata o trabalho doméstico, o sexo e a vida familiar com uma precisão gestual e de direção que os torna monumentais."
The New Yorker

Jeanne Dielman, 23, quai du Commerce, 1080 Bruxelles

Chantal Akerman

Bélgica, França  |  1975  |  193 minutos   Classificação 14   Legendado

VERSÃO RESTAURADA

FESTIVAL DE CANNES
Quinzena dos Realizadores

"Um filme monumental"
Los Angeles Times

"Obra-prima modernista que mudou o cinema"
BBC

"Retrata o trabalho doméstico, o sexo e a vida familiar com uma precisão gestual e de direção que os torna monumentais."
The New Yorker

SINOPSE

Três dias na vida de uma mulher, uma dona de casa viúva e solitária, cujas tarefas incluem arrumar as camas, preparar o jantar para seu filho adolescente e alguns truques para sobreviver. Lentamente, sua ritualizada rotina diária começa a desmoronar.

Um filme marcante e único na história do cinema, Jeanne Dielman é a obra-prima de Chantal Akerman. O filme abrange o universal, seja com um exigente estudo de personagem ou como uma das representações mais hipnóticas e completas do espaço e tempo no cinema. Surpreendente e atraente, esta obra essencial continua sendo analisada e debatida por diversas gerações de cinéfilos.

ELENCO

Delphine Seyrig, Jan Decorte, Henri Storck, Jacques Doniol-Valcroze e Yves Bical

Precisa de ajuda? Entre em contato conosco: ajuda@supomungamplus.com.br